Saúde Mental – três fatores que afetam a saúde mental

Saúde Mental - três fatores que afetam a saúde mental 1

Quando discutimos a saúde mental, estamos nos referindo a um continuum de saúde que abrange diferentes áreas de nossa existência, da existência diária aos relacionamentos e cognição. Aqui, discutiremos 3 fatores que afetam a saúde mental. Para entendê -los, considere a explicação de saúde mental e como você pode mantê -la em sua própria existência. Vejamos cada um com mais fatos. E não esqueça de incluir seus entes queridos em seus esforços pra aprimorar teu bem-estar mental! Se você gostou desse artigo e gostaria receber maiores sugestões a respeito do tema relacionado, visualize neste link mouse click the up coming post mais fatos, é uma página de onde peguei boa fração dessas infos.

A saúde mental é um continuum

Se bem que a crença de que a saúde mental seja um continuum tenha sido explorada em muitos campos, os resultados foram misturados. A maioria dos estudos se concentrou na esquizofrenia e outros distúrbios psiquiátricos, durante o tempo que outros tendem a se concentrar em problemas de bem-estar e classificação. Existem novas exceções a essa regra, não obstante. Esses estudos, apesar de disseminar diferenças nos resultados, sugerem que o estigma é um fenômeno complexo que pode ser influenciado pelas próprias crenças de uma pessoa.

Afeta a existência diária

A saúde mental é o estado do bem-estar emocional, comportamental e cognitivo geral. Estas qualidades têm um impacto direto pela existência diária e nos relacionamentos. Eles assim como provocam a maneira como tomamos decisões e lidamos com o estresse. A saúde mental afeta todos os estágios da existência, incluindo adultos na primeira infância e mais velhos. Depressão, aflição e estresse maiores afetam o funcionamento dos principais processos de tomada de decisão e raciocínio. Pessoas que sofrem de saúde mental fraca têm superior perspectiva de ter doenças cardiovasculares, diabetes e obesidade.

Influencia os relacionamentos

Se você tem um parceiro com uma doença mental, tem que estar ciente de como a doença mental deles pode afetar teu relacionamento. Ainda que seja penoso ser paciente e entender com alguém com essa condição, isto ajudará você a resistir com a turbulência emocional causada por sua doença. Teu parceiro poderá modificar um tanto, permanecer mais irritado do que o convencional ou provar mudanças de humor e fadiga inesperada. Você assim como podes notar que eles não têm concentração e são menos propensos a se comunicar com você.

Afeta a cognição

Os pesquisadores descobriram que a pouca saúde mental está associada à cognição prejudicada e podes ser mais comum do que se pensava previamente. Além do mais, alguns transtornos mentais podem ser diagnosticados mal com base na disfunção cognitiva, levando à desarrumação. Tais como, um estudante universitário com transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) necessita esperar desafios cognitivos, todavia estes sintomas não estão relacionados à dislexia ou transtorno de déficit de atenção/hiperatividade. Da mesma forma, um estudante universitário com transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) necessita esperar desafios cognitivos durante a universidade, entretanto não do transtorno de déficit de atenção/hiperatividade. A incorretamente o diagnóstico poderá transportar a tratamentos médicos desnecessários e maus -tratos.

Influencia o comportamento

Nossa saúde e comportamento estão intimamente relacionados. Incalculáveis fatores contribuem pra saúde mental, incluindo comportamento físico e interações sociais. Pessoas com doença mental são capazes de ser retiradas e desinteressadas em interação social. Eles podem não ter energia para interagir com os outros, ou são capazes de manifestar e fazer coisas que não significam. A despeito de fração deste comportamento não seja inteiramente nossa responsabilidade, realmente compensa notar que é um sintoma de pouca saúde mental.

Influencia os direitos humanos

O certo à saúde mental é um direito humano, e garantir que esteja protegido é uma prioridade. Infelizmente, muitas pessoas sofrem de doença mental e o estigma e discriminação correspondentes que as acompanham. Isto significa que o direito à saúde mental tem que ser protegido e priorizado em leis, políticas e serviços. Pela agenda de 2030 pro desenvolvimento sustentável, os estados comprometidos em findar com a extrema pobreza e garantir o bem-estar de todas as pessoas precisam priorizar a saúde mental e os direitos humanos. Aproveitando a oportunidade, olhe bem como este outro blog, trata de um foco referente ao que escrevo por esse artigo, pode ser proveitoso a leitura: Psicologo Ferrara.

Ótimas informações relacionadas aos assuntos nesse post, você poderá gostar de:

Look these up

her response

Click Home