Agonia – um indicador -chave do gasto dos cuidados de saúde

A Procura do Painel de Despesas Médicas (MEPS) é uma amplo pesquisa nacional de famílias, prestadores de serviços de saúde, empregadores e outras empresas que fornecem serviços de saúde. Ele arrecadação dados a respeito como as pessoas fazem uso cuidados de saúde, custos e cobertura de seguro. Ele também arrecadação fatos sobre o assunto dor, um indicador -chave do custo dos cuidados de saúde. As informações a respeito da aflição são coletados de pesquisas, relatórios de autorrelatos e provedores. Inúmeros estudos independentes bem como foram efetuados. Se você chegou até neste local é por causa de se interessou sobre o que escrevi neste artigo, correto? Para saber mais dicas a respeito de, recomendo um dos melhores blogs sobre isto esse cenário trata-se da fonte principal no cenário, olhe nesse lugar site recomendado. Caso precise poderá entrar em contato diretamente com eles pela página de contato, telefone ou email e saber mais.

Undertratamento de agonia entre afro -americanos

Um novo estudo da Universidade da Virgínia contou que os afro -americanos recebem rotineiramente tratamento inadequado para dor pela saúde em comparação com pacientes brancos. Essa diferença podes ser atribuída a falsas crenças sobre isto diferenças biológicas entre negros e brancos, constataram os pesquisadores. Os estudantes de medicina brancos e residentes que foram questionados pro estudo mantiveram crenças imprecisas a respeito as diferenças entre brancos e negros e, então, classificaram a agonia em pacientes negros como menor do que em pacientes não negros.

Agonia - um indicador -chave do gasto dos cuidados de saúde 2

Mesmo que os provedores possam ser bem-intencionados, suas percepções da agonia dos negros ainda são moldadas pelo viés do grupo. As percepções dos médicos sobre isso os afro -americanos são coloridos por estereótipos que os associam ao abuso de substâncias. Esse viés do grupo afeta sua inteligência de avaliar a dor com precisão nos pacientes. Um estudo de 2007 descobriu que os médicos eram mais propensos a subestimar a angústia experimentada por pacientes negros do que os de pacientes brancos. Esse viés em grupo pode colaborar pro caso de que os médicos têm menos promessa de simpatizar com pacientes de cor.

Efeitos da agonia crônica pela auto-estima

Os efeitos da angústia crônica pela auto-estima de uma pessoa são abrangentes. Ter que lidar com agonia constante poderá interferir em sua vida diária, impedindo que você execute tuas tarefas diárias e participe de atividades cotidianas. Também, você podes se perceber melancólico e com raiva graças a da dor. Entretanto, a depressão podes piorar a ocorrência, portanto, tratá -la o rapidamente possível é essencial. Além do mais, a aflição crônica pode afetar tua característica do sono, ocasionando em auto-estima reduzida.

Além do mais, a dor crônica materna vem sendo associada a pequeno auto-estima em garotos e meninas. Contudo, essa liga foi reduzida ao controlar a idade da garota, o nível de educação dos pais e o sexo. Também, o encontro da aflição crônica paterna não foi significativa. Contudo, os efeitos da aflição crônica pela auto-estima em crianças e jovens são complexos. Deste jeito, são necessárias mais pesquisas para captar o impacto da angústia crônica pela auto-estima e pela perícia social entre criancinhas de mães que sofrem dor crônica.

Custo de aflição crônica

O custo dos cuidados de saúde crônico é fantástico e até uma pequena quantidade pode aumentar. De acordo com um estudo recente, os americanos gastam cerca de US $ 635 bilhões por ano em assistência médica crônica, mais que câncer, doenças cardíacas e diabetes combinados. Essa estimativa é baseada em custos diretos de assistência médica e pela produtividade do trabalho perdida. Curiosamente, isso não acrescenta custos emocionais ou custos pessoais. Mesmo assim, o custo total da dor crônica é muito maior do que cada outra situação, incluindo diabetes, doenças cardíacas e obesidade.

Ainda que existam uma multiplicidade de opções de tratamento disponíveis, a assistência governamental para pacientes com aflição de saúde crônica normalmente é inadequada e não atende às suas necessidades. Uma busca recente da U.S. Pain Foundation descobriu que mais de 75% dos entrevistados apresentaram que o custo era um fator limitante no acesso às opções de tratamento. Isso ocorre visto que vários dos tratamentos mais garantidos, como fisioterapia e acupuntura, não são cobertos pelo seguro. Como tal, estes tratamentos geralmente são muito caros e requerem tratamento multidisciplinar, que não são cobertos pelo seguro. Acabei de lembrar-me de outro site que assim como pode ser vantajoso, veja mais sugestões por este outro post Continuaçăo, é um ótimo web site, acredito que irá gostar.

Se você estava interessado no tema desse post, aqui estão mais muitas páginas com assunto similar:

Olhe para este site

apenas clique em próximo artigo

Listados aqui